• Suely Tonarque

Maria Ivete Castro Boulos

“A violência sexual pelos seus agravos físicos, psicológicos e comprometimento da saúde sexual, afetiva e reprodutiva da mulher pode deixar sequelas para vida toda. São situações do cotidiano, quer no ambiente de casa, do trabalho e na comunidade. Pessoas que sofrem ou sofreram violência devem procurar ajuda médica, independente do tempo do ocorrido.”


imagem by google

A Dra. Maria Ivete tem 66 anos, é casada, tem duas filhas, um filho e seis netos. Médica infectologista, trabalha com gestantes infectadas pelo HIV e coordena o atendimento à violência sexual no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. Está presente, portanto, em momentos de vulnerabilidade que necessitam de um(a) profissional especializado(a) e competente.

imagem by google

Há 40 anos, convive com essa realidade desafiadora, sempre com o olhar para a mulher e suas questões. Se realiza no dia a dia, no acolhimento a todos os seus pacientes, alunos, colegas e funcionários, convivendo diariamente com situações delicadas.


*Texto de Regina Dias para a página Grupo de Moda, dirigido por Suely Tonarque.


272 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo